‘Só queria ser tratado bem’: a história do morador de rua que almoçou em restaurante nobre

‘Só queria ser tratado bem’: a história do morador de rua que almoçou em restaurante nobre

06/12/2018 às 16:30 Vista: 144 Vez(es)

Um morador de rua, grisalho, chegou a um restaurante no Lourdes, bairro nobre de Belo Horizonte, em Minas Gerais, para almoçar. Mas, ao contrário do que muitos pudessem imaginar, ele queria pagar tudo o que consumisse. Para isso, ele carregava na mão uma nota de R$ 50 – talvez seu único dinheiro.

Acomodado, o homem pediu ao garçon uma entrada com frango, um filé, uma garrafa de vinho e um refrigerante, e foi prontamente atendido. Ao final, pediu a conta. O total cobrado foi de R$ 10.

Na verdade, deu R$ 115, como contou Thaís Alessandra, funcionária do restaurante. Mas a administração do local decidiu cobrar apenas o refrigerante, já que o homem fez questão de pagar o que devia. “Ele só queria ser tratado bem”, pontuou.

Atitude repercutiu na internet

Um grupo de mulher que almoçava no restaurante tirou uma foto do morador de rua almoçando no local e postou em uma rede social. Rapidamente a história viralizou. Até o começo da tarde desta quarta (5), a foto tinha mais de 7,5 mil curtidas no Instagram pessoal de Letícia Junger e 26 mil no perfil @razoesparaacreditar.

Na publicação, Leticia contou que ela e duas amigas, Daniela Zapata e Tatiana Motta, estavam sentadas quando o homem entrou no restaurante com uma nota de R$ 50 na mão. “Ele estava feliz e parecia que aquele momento era só dele”, relatou a mulher na publicação. De acordo com ela, assistir tudo foi um grande exemplo de cidadania, empatia e compaixão.

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Repost do post mais lindo do ano! Obrigada @benvindo_ pelo pedaço de dignidade que me fez ver em mim e no outro hoje. lindas as palavras da minha amiga @danielalagezapata “Preste atenção nesta foto. O que você vê? Ela conta uma história. Uma história linda assistida por mim, @tatipratesmotta e @leticiajungerc. Então, senta que lá vem o relato. Estávamos almoçando no @benvindo_ quando, de repente, este Senhor entra no restaurante com uma nota de $50,00 na mão informando ao garçom que queria comer. O garçom então lhe indicou a mesa e perguntou o que ele queria. Vinho e um prato de massa, além de uma entrada de bacalhau. Estava feliz. Aquele momento era seu, aquele lugar lhe cabia. Almoçou serenamente. Antes de pedir a conta, ainda pediu um guaraná. Satisfeito, pagou o almoço com sua nota de 50,00, o que, nós sabíamos, não seria suficiente para pagar a conta. Qual foi a postura do restaurante? Recebeu a quantia e lhe deu R$ 20,00 de troco. Sim. Você entendeu. Nós também. Assistimos um exemplo lindo de cidadania, empatia e compaixão. A tranquilidade deste senhor me fez refletir sobre os diversos caminhos que escolhemos ao longo da vida em busca da felicidade….e muitas vezes ela está ali, da forma mais simples e mais verdadeira.” #dignidade #benvindorestaurante

Uma publicação compartilhada por LeTíCiA JuNgER (@leticiajungerc) em

O post ‘Só queria ser tratado bem’: a história do morador de rua que almoçou em restaurante nobre apareceu primeiro em Polêmica Paraíba.

VIA: Polêmica Paraíba

Deixe seu comentário