Advogado Jovelino Delgado rechaça delação de Leto Viana e diz que ex-prefeito de Cabedelo está ‘provando sua inocência’

Advogado Jovelino Delgado rechaça delação de Leto Viana e diz que ex-prefeito de Cabedelo está ‘provando sua inocência’

17/11/2018 às 22:30 Vista: 2 Vez(es)

Na manhã de hoje (17/11/2018), nós que patrocinamos a defesa do Ex – Prefeito Leto Viana, tomamos conhecimento através da imprensa Paraibana, mais precisamente pelo portal POLÊMICA PARAÍBA, a respeito da maquiavélica fake news assim intitulada e difundida por aquele meio de comunicação: “TSUNAMI DE LAMA VAI ATINGIR MUITA GENTE: Leto Viana faz delação premiada e vai expor vereadores, deputados e empresários”.

Partindo-se da importância da preservação do jornalismo responsável e de credibilidade, em meio à revolução tecnológica e de comunicação proporcionada pela internet e suas redes sociais, faz-se necessário trazer ao conhecimento da população paraibana a verdade dos fatos, transpondo as barreiras do falso jornalismo e os interesses escusos que falseiam tais informações.

A bem da verdade, sabendo que o produto do jornalismo não é a informação, mas sim, a credibilidade, Leto Viana rechaça a notícia veiculada no portal Polêmica Paraíba, onde maldosamente fora afirmado que o ex – gestor teria acertado delação premiada sobre a Operação Xeque-Mate.

Desta feita, acreditando no judiciário e no senso de justiça, afirmamos a inexistência de qualquer delação premiada realizada por nosso constituinte, Leto Viana, o qual vem diuturnamente provando sua inocência frente às acusações que lhe foram indevidamente atribuídas.

João Pessoa, 17 de novembro de 2018

JOVELINO CAROLINO DELGADO NETO
OAB/PB 17.281

 

Nota do Portal

O Polêmica Paraíba reafirma a confiança na fonte e reitera que o ex-prefeito está fazendo colaboração premiada conjuntamente com sua esposa, a vereadora Jacqueline Monteiro.

O post Advogado Jovelino Delgado rechaça delação de Leto Viana e diz que ex-prefeito de Cabedelo está ‘provando sua inocência’ apareceu primeiro em Polêmica Paraíba.

VIA: Polêmica Paraíba

Deixe seu comentário