Apesar da ação de vândalos, PMCG continua investindo em áreas de lazer

Apesar da ação de vândalos, PMCG continua investindo em áreas de lazer

26/07/2016 às 21:00 Vista: 69 Vez(es)

Os mais diversos bairros e comunidades de Campina Grande passaram a ser beneficiadas, desde 2013, com a construção e a recuperação de praças. A cidade também foi contemplada com a instalação de dezenas de academias populares.

Este esforço do governo municipal é no sentido de proporcionar à população áreas para atividades de lazer, prática esportiva e integração social, beneficiando pessoas de todas as faixas etárias e segmentos sociais.

Embora a Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio das Secretarias de Serviços Urbanos  (Sesuma) e Obras, faça um esforço permanente para investir recursos próprios destinados a beneficiar a população em geral com novas e modernas áreas de recreação, tem sido registrada a ação de vândalos que buscam destruir os equipamentos comunitários, construídos a partir da aplicação de impostos, especialmente do IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano.

Foto: Codecom/CG

Foto: Codecom/CG

O caso mais recente aconteceu no bairro da Palmeira, onde a PMCG instalou uma moderna praça ao lado do templo da Igreja Nossa Senhora de Fátima. Um dos equipamentos de lazer foi derrubado, gerando prejuízos para crianças e outras pessoas que frequentam a praça, tendo sido esta ação alvo do repúdio do moradores da Palmeira e comunidades vizinhas.

Isto porque a população sempre testemunhou o esforço do governo municipal em expandir as áreas de lazer da cidade e, por isso, lamenta a conduta de quem não sabe respeitar e preservar o patrimônio público.

Apesar da ação criminosa dos que não colaboram com a preservação das praças construídas recentemente em Campina Grande, a PMCG não mede esforços no sentido de recuperar os brinquedos e equipamentos danificados.

Segundo a Sesuma, o programa de construção de praças é permanente, tendo como alvo atender às reivindicações dos moradores das áreas mais carentes da cidade.

Além da reconstrução dos espaços, a Prefeitura Municipal também está melhorando a iluminação e instalando equipamentos de ginástica, de forma que as praças possam ser utilizadas como academias populares, para a prática de atividades físicas.

De acordo com o secretário de Serviços Urbanos, Geraldo Nobre, outra preocupação da gestão é com  o meio ambiente. Dessa forma, em todas as praças  estão sendo plantadas mudas de árvores, provenientes do viveiro do próprio município. A prefeitura também está instalando lixeiras metálicas para manter o ambiente limpo e conservado.

“Além da valorização de terrenos, muitos dos quais utilizados para depósito de lixo, essa iniciativa possibilita que as pessoas interajam mais e pratiquem exercícios. A população tem recebido com entusiasmo estas ações”, disse Geraldo.

Ainda esta semana, o superintendente da STTP, Félix Neto, acompanhado de sua equipe jurídica estiveram na Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, onde apresentou ao Promotor Dr. Alírio Batista de Souza relatório do crescente número de placas que foram furtadas, e danificadas através de pichações nos últimos meses na cidade.

O furto e a pichação de placas de trânsito preocupa a Superintendência de Trânsito e Transportes, que gasta cerca de R$ 10 mil por mês para repor as sinalizações em diversos pontos da cidade.

Apoio popular – Por outro lado, as autoridades municipais esperam que a população colabore com a manutenção das áreas de lazer da cidade, especialmente denunciando os vândalos  e quem apenas deseja prejudicar a própria comunidade, destruindo obras concretizadas com muito esforço e mediante a aplicação dos recursos financeiros do próprio povo.

Como parte deste esforço, o governo municipal está, por exemplo, construindo o Parque da Liberdade, na área do antigo Hospital João Ribeiro, onde milhares de pessoas tem desfrutado diariamente de atividades físicas, a exemplo de caminhadas na pista já instalada no novo espaço de esporte e lazer. A iniciativa serve para a melhoria da qualidade de vida do povo, especialmente das suas condições de saúde.

VIA: Paraiba Online

Deixe seu comentário