Comerciantes do Parque do Povo ameaçam paralisar atividades em protesto a acordos não cumpridos por empresa Aliança, em CG

Comerciantes do Parque do Povo ameaçam paralisar atividades em protesto a acordos não cumpridos por empresa Aliança, em CG

13/06/2018 às 18:00 Vista: 27 Vez(es)

Os comerciantes que trabalham na edição 2018 d’O Maior São João do Mundo estão ameaçando paralisar as atividades na próxima sexta-feira (15) em protesto aos acordos não cumpridos pela empresa organizadora do evento. Eles irão se reunir na frente da Catedral, no Parque do Povo, nesta quarta-feira (13), às 19h para discutir ações sobre o evento.

De acordo com o presidente da Associação dos Comerciantes do Maior São João do Mundo, Lucinei Cavalcante, a reunião será pacífica, mas diminuirá a capacidade produtiva dos comerciantes na noite desta quarta. “A gente vai fazer uma ação de protesto contra os desmandos da empresa Aliança e será uma reunião pacífica. Todos os comerciantes estarão presentes e vamos discutir ações para que a gente não deixe acontecer o que tá acontecendo no São João desse ano”, disse.

A principal reivindicação esplanada pelos comerciantes, de acordo com Lucinei, é a diminuição nos preços dos produtos comercializados pelo depósito fornecedor. “Se não baixar, abrir os portões para que a gente possa comprar aonde quiser e oferecer preço justo ao cliente. Outra reivindicação é pedir que a empresa abra os portões do Parque do Povo nas manhãs e tardes dos jogos da Copa do Mundo e nos finais de semana”, acrescenta o presidente da Associação.

Ainda de acordo com Lucinei, caso as reivindicações não sejam atendidas, os comerciantes voltam a se reunir na próxima sexta-feira para paralisar as atividades. “Se a reunião não surtir efeito e não houver resultado até amanhã, na sexta-feira a gente para todas as atividades no Parque do Povo pelo período de meia hora”, finaliza.

O post Comerciantes do Parque do Povo ameaçam paralisar atividades em protesto a acordos não cumpridos por empresa Aliança, em CG apareceu primeiro em Polêmica Paraíba.

VIA: Polêmica Paraíba

Deixe seu comentário