Debate discute acesso à saúde e cidadania de travestis e transexuais na PB

Debate discute acesso à saúde e cidadania de travestis e transexuais na PB

13/10/2017 às 09:00 Vista: 20 Vez(es)

Uma roda de conversa promovida pelo Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, vai discutir o acesso à saúde e cidadania de travestis, mulheres transexuais e homens transexuais, nesta segunda-feira (16), às 9h30, no auditório do Complexo Hospitalar Clementino Fraga, no bairro de Jaguaribe, na Capital.

A atividade é uma parceria com a Comissão Organizadora do III Seminário Internacional Desfazendo Gênero, que acontece em João Pessoa e Campina Grande, e com o Complexo Hospitalar Clementino Fraga.

Os palestrantes convidados são a travesti Amara Moira, doutoranda em Crítica Literária pela Unicamp, colunista do Mídia Ninja e escritora.

O doutor em Saúde Coletiva pelo IMS/UERJ, Guilherme Silva de Almeida, também participa da conversa. Guilherme é atualmente professor adjunto da Faculdade de Serviço Social da UERJ. Tem experiência técnica na área de Saúde Coletiva, Assistência Social e Direitos Humanos. Ele tem estudos e ações extensionistas voltados especialmente a temas relacionados à Diversidade Sexual e de Gênero, Política de Saúde e Relações de Trabalho.

Além dele, a economista Viviane Vergueiro, mestra em Cultura e Sociedade pelo Programa Multidisciplinar de Pós-graduação/UFBA, estará presente. Ela é ativista transfeminista e integrante do Grupo Cultura e Sexualidade (CuS – UFBA).

Na UFPB – Durante à tarde, às 15h, os palestrantes participam de debate na UFPB, no auditório do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, com o tema (Re)conhecendo a cidadania LGBT na produção de conhecimentos. Neste evento, a realização é em parceria com ADUFPB e UFPB com parceria de Núcleos de Pesquisa e Extensão da UFPB.  

Os eventos são gratuitos e oferecidos para profissionais, gestores, estagiários, usuários do Ambulatório Travestis e Transexuais e do Espaço LGBT, entre outras pessoas, além de professores, alunos e bolsistas de cursos de humanas e saúde.

VIA: Governo da Paraíba

Deixe seu comentário