Hospital de CG lamenta suspensão de recursos para exames de transplante renal

Hospital de CG lamenta suspensão de recursos para exames de transplante renal

25/04/2017 às 15:00 Vista: 137 Vez(es)

O diretor do Hospital Antônio Targino, médico José Targino, afirmou que a concessão de exames pré-operatórios para pessoas carentes que precisam de transplante renal foi suspensa pela Secretaria de Saúde do Estado.

Targino declarou que esses exames custam em média R$ 2 mil e que muitas pessoas que não tem recursos financeiros dependem desse auxílio, que foi cortado pelo governo.

Foto: Paraibaonline

Ele ponderou também que o médico responsável pelos transplantes no Hospital, doutor Rafael, bem como a entidade hospitalar, já procurou a Secretaria de Saúde do Estado diversas vezes, mas que esta se recusa a atendê-los.

José destacou que tem certeza que o governador Ricardo Coutinho não está sabendo da situação e que, por conta da suspensão, o número de transplantes diminuiu assustadoramente.

– Tenho certeza absoluta que o governador não tem conhecimento do que está acontecendo. Essa ajuda foi suspensa e, consequentemente, o número de transplantes diminuiu assustadoramente. O único hospital que faz transplante renal é o Antônio Targino e agora só quem está fazendo são os pacientes que tem condições de pagar os exames pré-operatórios. Isso é muito preocupante. A Secretaria não recebe o nosso transplantador de órgão, que é o doutor Rafael. Isso é muito grave, pois quantas vidas poderíamos estar salvando com o transplante de rins? É uma falta de bom senso – relatou.

O médico criticou a falta de incentivo por parte dos Hospitais de Trauma do Estado, tanto de João Pessoa como o de Campina Grande, em campanhas de doação de órgãos.

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

VIA: Paraiba Online

Deixe seu comentário