Juristas acreditam em aprovação de reforma trabalhista na Câmara, mas confiam em mudanças no Senado

Juristas acreditam em aprovação de reforma trabalhista na Câmara, mas confiam em mudanças no Senado

26/04/2017 às 20:30 Vista: 76 Vez(es)

O juiz do trabalho Marcelo Rodrigues Carniato e os advogados Mateus Souto Maior e José Augusto discutiram a reforma trabalhista, que é votada na noite desta quarta-feira, 26, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Em mesa redonda realizada no programa Master News, da TV Master, os juristas concordaram que o projeto deveria ter sido debatido, para que todos entendam a proposta antes de votar e mudar a vida de tantas pessoas.

José Augusto disse que não tem como afastar o viés politico de uma votação no Congresso, “quando eu critico o projeto, não é porque não pode ter reformas, acho até que algumas reformas são necessárias, mas acredito há mudanças que fariam mais diferença na ajuda ao trabalhador, e não estão sendo feitas, como é o caso da reforma sindical, não acredito que o imposto sindical não é a melhor forma para o fortalecimento dos sindicatos”, opinou.

Mateus Souto Maior destacou que não acredita que o maior problema seja a contribuição sindical, “vale salientar que a maior fonte de renda dos sindicatos é a contribuição dos profissionais e é preciso dar condições para que a entidade trabalhe”. Ele chamou os juristas para debater a reforma e contribuir para o avanço da legislação e com as garantias para os trabalhadores e, assim, tenham força de pedir mudanças no Senado.

Já o juiz Marcelo Rodrigues disse que os trabalhadores precisam de representação porque nem todos podem falar por si, com conhecimento legal para isso. Ele pontuou ainda que “os empregados correm o risco de serem precarizados, mesmo os que ganham salários mais altos, eles não terão autonomia para falar em nome da categoria, é importante que haja uma entidade que fale em nome da categoria, desde os que ganham o piso salarial da categoria, até aqueles que têm salários mais altos”, disse.

O magistrado conclamou a população a participar da manifestação da próxima sexta-feira, 28, para protestar contra a reforma trabalhista.

José Augusto acredita que a matéria será aprovada na Câmara e no Senado, Mateus diz ter certeza da aprovação na Câmara, mas crê em mudanças no Senado. O juiz Marcelo acredita na aprovação hoje, mas confia em um “debate mais primorado no Senado”.

O post Juristas acreditam em aprovação de reforma trabalhista na Câmara, mas confiam em mudanças no Senado apareceu primeiro em Polêmica Paraíba.

VIA: Polêmica Paraíba

Deixe seu comentário