Morre ex-técnico da seleção brasileira de vôlei Bebeto de Freitas

Morre ex-técnico da seleção brasileira de vôlei Bebeto de Freitas

13/03/2018 às 18:00 Vista: 74 Vez(es)

O ex-técnico da seleção brasileira de vôlei Bebeto de Freitas morreu após sofrer um infarto durante a apresentação do time de futebol americano do Atlético-MG, onde trabalhava como diretor de administração e controle. O dirigente tinha 68 anos sofreu uma parada cardíaca e foi atendido em seguida pelo médico do clube, Marcos Vinícius.

Um helicóptero e duas ambulâncias foram acionadas pelo Atlético para fazer atendimento ao dirigente, mas não chegou a levar ele para o hospital. O dirente apresentava as dependências da Cidade do Galo, mas acabou passando mal e caiu. A equipe divulgou nota oficial:

É com muito pesar que informamos o falecimento de Bebeto de Freitas, Diretor de Administração e Controle do Atlético, nesta terça-feira.

Bebeto sofreu uma parada cardíaca, pouco depois de participar de um evento na Cidade do Galo. O Diretor foi atendido prontamente, mas não resistiu.

O clube decretou luto oficial de três dias“.

O prefeito do Atlético Alexandre Kalil usou o Twitter para confirmar o falecimento do diretor administrativo do Galo Bebeto de Freitas. O dirigente passou mal na tarde desta terça-feira e acabou morrendo.

“Sempre gostei de gente de bem e honesta ao meu lado. Por isso gostava de estar perto de você. Encontramos mais tarde, Bebeto”, afirmou o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil.

Carreira

Além de ter sido jogador de vôlei e técnico da seleção brasileira, onde comandou a seleção de prata, em Los Angeles 1984, ele também foi ex-presidente do Botafogo.

Em 2017, ele assumiu a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer na gestão de Alexandre Kalil na prefeitura de Belo Horizonte. Com a eleição de Sérgio Sette Câmara para presidente do Atlético-MG, no final do ano passado, retornou ao clube, desta vez no cargo de diretor de administração.

O post Morre ex-técnico da seleção brasileira de vôlei Bebeto de Freitas apareceu primeiro em Polêmica Paraíba.

VIA: Polêmica Paraíba

Deixe seu comentário