Paraibano vendido por R$ 60 milhões para time alemão integra ataque do Brasil sub-20

Paraibano vendido por R$ 60 milhões para time alemão integra ataque do Brasil sub-20

25/09/2018 às 18:00 Vista: 32 Vez(es)

Neymar é a principal estrela do Brasil e atualmente é o jogador vendido pelo valor mais alto da história do futebol. O PSG pagou R$ 821 milhões para tirar o atacante do Barcelona. Mas outros nomes que jogam na mesma posição do astro são consideradas joias canarinhas e, apesar de representarem cifras mais modestas, também foram comprados por um caminhão de dinheiro. Com Rodrygo puxando a fila, seguido por Vinicius Junior, o ataque da seleção brasileira sub-20 custa mais de meio bilhão de reais.

Neymar é o jogador vendido mais caro da história do futebol — Foto: Pedro Martins / MoWA Press
Nessa sexta-feira, o técnico Carlos Amadeu fez a convocação para dois amistosos contra o Chile, nos dias 13 e 15 de outubro. Os jogos servem de preparação para o Sul-Americano da categoria no ano que vem, que será sediado justamente pelo Chile. Na lista, o ataque tem: Rodrygo (mas o Santos vai pedir para o Menino da Vila ser desconvocado), Vinicius Junior (Real Madrid), Paulinho (Bayer Leverkusen), Matheus Cunha (RB Leipzig), Marquinhos Cipriano (Shakhtar Donetsk), e Yuri Alberto (Santos). Juntos, eles valem cerca de R$ 506 milhões.

Rodrygo deve se apresentar ao Real Madrid na próxima temporada — Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC
Rodrygo é o primeiro da lista: ele foi vendido em junho passado para o Real Madrid por R$ 193 milhões, assinando contrato até 2025. O garoto de 17 anos é um dos destaques no time titular do Santos e deve se apresentar ao clube merengue no início da temporada 2019/20.

Vinicius Junior ainda busca se consolidar no time principal — Foto: Jasen Vinlove-USA TODAY Sports
Logo depois, nessa relação, vem Vinicius Junior. O atacante ex-Flamengo, quando vendido também para o Real Madrid, custou R$ 164 milhões. O camisa 28 se apresentou ao clube espanhol em julho, mas luta para se firmar no time principal.

Paulinho, cria do Vasco, acabou vendido ao Bayer Leverkusen por cerca de R$ 85 milhões. O menino ainda tenta ter mais oportunidades para estar entre os titulares e conseguiu a chance de entrar em quatro jogos na temporada.

Matheus Cunha chamou a atenção do RB Leipzig jogando no Sion — Foto: Reprodução Twitter
Na mesma época de Rodrygo, Matheus Cunha deixou o Sion, da Suíça, e partiu para o RB Leipzig, da Alemanha, onde dos 11 jogos da temporada até aqui esteve presente em nove. Revelado pelo Coritiba, o paraibano acabou vendido por aproximadamente R$ 60 milhões.

Marquinhos Cipriano tem números mais modestos: o São Paulo liberou o atacante para o Shakhtar Donetsk por uma compensação financeira de um milhão de euros, cerca de R$ 4,5 milhões.

Yuri Alberto é exceção. Formado na base do Santos, o Menino da Vila nascido em 2001 está no Peixe desde a equipe sub-13. No time principal, são 18 jogos e dois gols marcados.
Tão jovens e tão caros, a maioria desses garotos espera consolidar a carreira na Europa. E, quem sabe, um dia ser protagonista na seleção principal.

O post Paraibano vendido por R$ 60 milhões para time alemão integra ataque do Brasil sub-20 apareceu primeiro em Polêmica Paraíba.

VIA: Polêmica Paraíba

Deixe seu comentário