Presidente da Cagepa expõe medidas para tentar solucionar crise hídrica

Presidente da Cagepa expõe medidas para tentar solucionar crise hídrica

18/07/2016 às 17:00 Vista: 121 Vez(es)

Marcus Vinícius, presidente da Cagepa, tranquilizou os campinenses e moradores dos municípios afetados pela crise hídrica quanto ao abastecimento para os próximos meses.

O presidente garantiu que existe todo um planejamento das agências para manter o abastecimento, apesar da grave crise hídrica enfrentada pela Paraíba.

– No dia 28 de Janeiro, pelo nosso cálculo da Cagepa, Aesa e Anda, o que chamamos de balanço hídrico, nós chegaremos a 20 milhões. No dia 28 de janeiro de 2017. O marco que a ANA colocou para fazer novos estudos de racionamento, se for o caso. No dia 28 de janeiro não vai chegar a zero o Boqueirão, vai ter ali 20 milhões de metros cúbicos de água. Água suficiente para manter o abastecimento de Campina – garantiu.

Foto: Secom/PB

Marcus Vinícius ainda elencou alternativas e soluções desenvolvidas em conjunto com a Secretaria de Recursos Hídricos do Estado para solucionar o problema do desabastecimento da forma mais breve possível.

– Tem uma identificação aérea de todo o trajeto da água dentro do rio, identificação de barramentos, identificação de possíveis problemas se apresentando, já estamos estudando todo o processo e já tomamos ação de como vamos fazer para transpassar a bacia, ou seja, não vamos esperar que encha os açudes – expôs.

Por fim, o presidente desmentiu os rumores de a água fornecida pela empresa não estaria apta para consumo, sendo bastante enfático de que a Cagepa não forneceria caso isto acontecesse.

– A Cagepa não põe água nas torneiras de Campina Grande que não esteja dentro da potabilidade – afirmou

VIA: Paraiba Online

Deixe seu comentário