VEJA VÍDEO: Os bancos que ainda precisam serem ocupados nas chapas majoritárias paraibanas – Por Gutemberg Cardoso

VEJA VÍDEO: Os bancos que ainda precisam serem ocupados nas chapas majoritárias paraibanas – Por Gutemberg Cardoso

12/07/2018 às 21:30 Vista: 128 Vez(es)

O jornalista Gutemberg Cardoso comentou durante o programa Master News da noite desta quinta-feira(12) os espaços que permanecem vazios nas chapas majoritárias paraibanas mesmo com a aproximação do dia da definição das candidaturas que serão postas no pleito deste ano.

Gutemberg mostrou os espaços que seguem vazios em cada uma das quatro principais chapas, começando pela de Lígia Feliciano(PDT) que segundo ele faltaria tudo, pois a pré-candidata ainda não apresentou o nome do seu vice ou o de algum dos seus senadores. Em seguida ele falou sobre a chapa do senador José Maranhão(MDB) que ainda precisa definir quem serão seus candidatos ao senado, para Gutemberg poderiam ser Daniella Ribeiro(PP) ou Manoel Júnior(PSC). Ele também relembrou que o candidato governista João Azevedo(PSB) ainda não anunciou os nomes do seu vice nem o do seu segundo senador. Já Lucélio Cartaxo está com a chapa quase que completamente definida, mas não consegue emplacar um segundo senador desde a desistência do senador Raimundo Lira(PSD) de disputar a reeleição.

Assim Gutemberg relembra as suposições que rondam a imprensa paraibana de que as chapas poderiam vir cada uma com apenas um candidato ao senado, mas assim sendo ele faz alguns questionamentos: Não desejaria Cássio Cunha Lima(PSDB) ter um segundo candidato ao senado para disputar estas eleições ao seu lado? Veneziano Vital do Rego(PSB já planejaria ser o único candidato governista quando seu nome foi anunciado? Para Gutemberg esta seria também uma estratégia dos atuais candidatos para diminuírem a concorrência, assista ao comentário completo no vídeo abaixo:

O post VEJA VÍDEO: Os bancos que ainda precisam serem ocupados nas chapas majoritárias paraibanas – Por Gutemberg Cardoso apareceu primeiro em Polêmica Paraíba.

VIA: Polêmica Paraíba

Deixe seu comentário