Em roda de conversa, Mães do Instituto Cândida Vargas aprendem sobre cuidados com bebês prematuros

Método Canguru

Em roda de conversa, Mães do Instituto Cândida Vargas aprendem sobre cuidados com bebês prematuros

17/05/2022 | 19:00 | 155

imagem18-05-2022-07-05-10

Tudo que uma mãe deseja é oferecer o melhor para o seu bebê. Dentro da programação especial para destacar a importância do Método Canguru, as pacientes do Instituto Cândida Vargas (ICV) participaram, na tarde desta terça-feira (17), de uma roda de conversa sobre os benefícios do método e os cuidados necessários com o recém-nascido. A próxima atividade está marcada para quinta-feira (19), a partir das 10h.

O objetivo do método é estimular o aleitamento, incentivando a presença constante dos pais junto ao recém-nascido, diminuir o tempo de internação e reduzir o estresse da família. Segundo o setor de estatísticas do ICV, em 2021, 823 bebês nasceram prematuros. Já em 2022, até o dia 5 de maio, são 305 recém-nascidos de baixo peso.

“Na tarde de hoje, foi realizada uma roda de conversa com as mães, onde as pacientes puderam compartilhar suas vivências. Com a nossa experiência, passamos conhecimentos para deixá-las mais seguras. Com isso, ao chegar em casa, elas também irão poder compartilhar com os familiares”, afirmou a coordenadora de enfermagem do Método Canguru, Mara Fernanda Barros.

Tendo experiência com bebê prematuro há dois anos, Elaine da Silva Santos disse que não tinha muitas informações na época, mas que neste novo momento, por meio do acompanhamento dos profissionais do ICV, está sendo uma oportunidade importante para aprender mais sobre os cuidados com o seu segundo bebê abaixo do peso. “Está sendo maravilhoso poder estar aprendendo mais e amamentando meu filho que está no setor Canguru. Aqui estamos sendo bem cuidados”, contou.

imagem18-05-2022-07-05-10

Benefícios – Além do aleitamento, o Método Canguru ainda ajuda a desenvolver a confiança dos pais no manuseio do bebê após a alta hospitalar; aliviar o estresse e a dor do recém-nascido de baixo peso; diminuir as possibilidades de infecção hospitalar; reduzir o tempo de permanência no hospital; aumentar o vínculo pais-filho; evitar a perda de calor do bebê, entre outros.

Estudos mostram que em hospitais onde o método é usado, a quantidade de leite diário nas mães que fazem o contato pele a pele com o bebê é maior, e também, que o período de amamentação dura por mais tempo. O Método Canguru é um modelo de assistência humanizada que atende, em sua maioria, as mães de recém-nascidos prematuros e de baixo peso, voltado para a melhoria da qualidade do cuidado. O bebê fica agarrado com sua mãe, pele a pele, durante a maior parte do tempo.

No Instituto Cândida Vargas (ICV), o método foi implantado há mais de 18 anos, sendo a primeira maternidade na Paraíba a aderir à assistência humanizada para as mães dos bebês. Em 2014, o Ministério da Saúde emitiu uma certificação atestando o Instituto como Centro de Referência Estadual para o Método Mãe Canguru.

O método é iniciado logo após o nascimento, ainda na maternidade, onde os pais são treinados a como pegar o bebê, como posicioná-lo e como o prender ao corpo. Além de todos os benefícios que o método apresenta, ainda tem a vantagem de ser de baixo custo para a unidade de saúde e para os pais. Por isso, desde então, tem sido usado na recuperação dos recém-nascidos com baixo peso.

Método Canguru – Foi criado pelos pediatras Rey Sanabria e Héctor Martinez em 1979 em Bogotá, na Colômbia, para reduzir o tempo de internação, diminuir as infecções, evitar o abandono e incentivar o aleitamento dos recém-nascidos de baixo peso. O Dia Internacional de Sensibilização do Método Canguru é celebrado em 15 de maio.

Programação do Dia Internacional do Método Canguru:

Quinta-feira (19)

10h – Apresentação de vídeo para as mães sobre os cuidados com os recém-nascidos prematuros;

11h – Apresentação de vídeo para equipe multiprofissional sobre neuroproteção;

12h – lanche.

  • Texto: Rômulo Teodorico Edição: Cristina Cavalcante Fotografia: assessoria

  • Secretarias

    sms

  • Tags

    bebês prematuros ICV instituto cândida vargas método canguru roda de conversa saúde SMS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.