Disque 156 da Prefeitura de João Pessoa recebeu 458 denúncias de violência contra crianças em um ano

Violação de direitos

Disque 156 da Prefeitura de João Pessoa recebeu 458 denúncias de violência contra crianças em um ano

04/06/2022 | 08:00 | 32

imagem04-06-2022-11-06-16

Por dia, pelo menos uma criança ou adolescente é vítima de violência em João Pessoa. Os dados são do Disque 156, da Prefeitura de João Pessoa, referentes ao ano de 2021. O serviço recebe informações de violações de direitos e registrou, neste período, 458 casos de violência envolvendo menores de idade. Neste sábado (4), é lembrado o Dia Mundial das Crianças Vítimas de Agressão.

Segundo Lizandro Lopes, chefe da Divisão de Denúncias da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (Sedhuc), a Prefeitura de João Pessoa criou o canal gratuito e direto – 156 – para garantir o socorro imediato às crianças e adolescentes vítimas da violência, permitindo o sigilo dos denunciantes e assistência especializada aos menores em situação de violência.

“Após a denúncia, existe a visitação in-loco, espécie de triagem, realizada pela equipe do Centro de Referência de Assistência Social (Creas), que investiga se já foi averiguada antes, se é trote e/ou denúncia falsa e/ou até mesmo as medidas caso comprovado a violação. Já nos casos urgentes, contactamos os órgãos de segurança pública e proteção – Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Civil Metropolitana, Ministério Público e Conselho Tutelar”, detalhou Lizandro Lopes.

Como acionar o serviço – Basta ligar 156 de um telefone fixo. O ideal é ter informações como endereço do local da ocorrência, características de pessoas ou de veículos envolvidos. O canal funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. As ligações são gratuitas. O sigilo das informações e a identidade do autor da denúncia são preservados. Caso queira, o denunciante pode acompanhar a tramitação do caso através do número de protocolo.

O Disque156 também é extensivo a violação de direitos contra a mulher, jovens, idoso e outros, que sofram discriminação ou preconceito de gênero, etnia, cor, e demais situações. De acordo com os registros feitos pela Divisão de Denúncias, as violações são, principalmente, de violência contra crianças, idosos e pessoas com deficiência.

Sobre a data – Em 1982, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu 04 de junho como o Dia Mundial das Crianças Vítimas de Agressão. A data não foi criada para ser comemorativa, mas como forma de protesto, luto e reflexão à violência que cresce todos os dias no mundo inteiro, deixando marcas para a vida toda – física e psicológica.

O texto ressalta seis violações aos menores: recrutamento e uso de crianças em guerra, assassinato, violência sexual, sequestro, ataques a escolas e hospitais e ainda a negação de acesso humanitário às crianças.

  • Texto: Djane Barros Edição: Felipe Silveira Fotografia: Dayse Euzébio

  • Secretarias

    sedhuc

  • Tags

    cidadania crianças direitos humanos disque 156 Prefeitura SEDHUC violência

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.