Campina Grande oferta vacinas de covid-19, influenza e sarampo para crianças em horário estendido neste sábado | Prefeitura Municipal de Campina Grande

Com o objetivo de facilitar o acesso e atender as famílias que não conseguem buscar as campanhas de vacinação durante a semana, a Secretaria de Saúde de Campina Grande vai ofertar as vacinas de covid-19, influenza e sarampo em horário estendido neste sábado, 18, com foco no público infantil, mas também com disponibilização para os demais grupos de cada campanha.

A vacinação neste sábado acontece no Complexo Plínio Lemos, no bairro José Pinheiro, e no Terminal de Integração, de 9h às 16h, além do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Bodocongó, onde a ação será das 8h30 às 11h30.

A vacina da covid-19 é aplicada em crianças de 5 a 11 anos, em um esquema vacinal de duas doses, com intervalo de quatro semanas entre a primeira e segunda dose no caso de quem tomou o imunizante Coronavac e de oito semanas para quem recebeu o imunizante Pfizer.

Nesses mesmos locais também serão ofertadas as vacinas da covid-19 para todos os demais públicos, que são os seguintes: primeiras, segundas e terceiras doses para quem tem a partir de 12 anos de idade, com intervalo variável entre cada dose a depender do imunizante; segundo reforço para quem tem a partir de 50 anos ou é trabalhador de saúde, que representa a quarta dose da vacina ou terceira dose para quem tomou o imunizante da Janssen.

Influenza – a vacina da Influenza é aplicada em dose única ou duas doses, a depender da idade e do esquema vacinal anterior, e é voltada para crianças de seis meses a menores de cinco anos, idosos a partir de 60 anos, trabalhadores de saúde, professores, profissionais da segurança pública, pessoas com deficiência e pessoas com comorbidades, povos indígenas e quilombolas, populações privadas de liberdade e agentes do sistema penitenciário, além de caminhoneiros e motoristas de transporte público coletivo.

Sarampo – a vacina do Sarampo é ofertada nessa campanha para todas crianças de seis meses a menores de cinco anos. Para aquelas que já completaram o esquema vacinal, está sendo disponibilizada uma dose adicional, que é essencial para a proteção infantil. Para os trabalhadores de saúde, está sendo ofertado o esquema vacinal para aqueles que não tomaram as vacinas na faixa etária adequada, quando eram crianças. Ou seja, caso não tenha tomado nenhuma dose, são aplicadas as duas doses com intervalo mínimo de 30 dias entre elas. Caso o profissional de saúde tenha recebido uma dose quando era criança, recebe a dose que completa o esquema.

Codecom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.