ZERO83

Notícias da Paraíba e Nordeste, futebol ao vivo, jogos, Copa do Nordeste

João Pessoa sedia caminhada solidária para alertar sobre a prevenção do câncer de intestino

A capital paraibana sedia, neste domingo (17), com o apoio da Prefeitura de João Pessoa, a ‘Caminhada Solidária’, que tem como objetivo conscientizar a população para a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento precoce do câncer colorretal, conhecido como câncer do intestino. A caminhada será realizada a partir das 7h, com concentração no Busto de Tamandaré, de onde será dada a largada.  

Além de conscientizar e alertar a população sobre a doença, a caminhada também vai arrecadar alimentos, que serão doados para o Instituto Solidariedade. Quem levar um quilo de alimento vai ganhar uma camiseta. As camisetas foram doadas pela Endovídeo-JP, parceira do evento.  

A caminhada faz parte da Campanha Nacional de Conscientização sobre o Câncer Colorretal (CCR) – Março Azul, que incentiva ações para conscientização do câncer colorretal, com o apoio da Prefeitura de João Pessoa, através do Hospital Municipal Santa Isabel (HMSI), por intermédio do Serviço de Coloproctologia da unidade.  

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de intestino é o segundo tipo mais incidente no país, tanto entre os homens quanto em mulheres, atrás do câncer de próstata e de mama feminina, respectivamente. Segundo o Inca, em cada ano do triênio 2023-2025 serão diagnosticados cerca de 46 mil casos novos de câncer colorretal, correspondendo a cerca de 10% do total de tumores diagnosticados no Brasil (excluindo-se o câncer de pele não melanoma).  

Entretanto, apesar da alta incidência, ressalta a médica coloproctologista Shirlane Frutuoso Maleiros, que coordena a Residência Médica do Serviço de Coloproctologia do Hospital Municipal Santa Isabel, a doença é passível de prevenção.  

“O Câncer Colorretal é um crescente problema de saúde pública, com velocidade assombrosa de aumento de incidência em todas as regiões do Brasil. Mas é importante ressaltar que é uma doença passível de prevenção”, destacou Shirlane Frutuoso, chamando a atenção para a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento precoce da doença.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *