ZERO83

Notícias da Paraíba e Nordeste, futebol ao vivo, jogos, Copa do Nordeste

Prefeitura de João Pessoa atende mais de 1500 famílias pelo Programa Criança Feliz

A Prefeitura de João Pessoa atende, por meio da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (Sedhuc), 1.523 famílias de baixa renda cadastradas no Programa Primeira Infância no SUAS/Criança Feliz. Estimulando, por meio de visitas semanais ou quinzenais, o desenvolvimento de crianças na primeira infância e dando assistência às gestantes em todo o Município.

Do total de famílias atendidas, 1398 são crianças, de até três anos de idade, 119 são gestantes e duas famílias estão inseridas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), que são acompanhadas até os seis anos de idade. A visitadora, Sandra Lucas, é responsável pelo acompanhamento das famílias no território de Mandacaru.

“Nós realizamos visitas quinzenais às crianças na primeira infância, que compreende de zero a três anos de idade, e visitas semanais às gestantes inseridas no CadÚnico e crianças com deficiência, de zero aos seis anos de idade, inseridas no Benefício de Prestação Continuada (BPC). Mantendo esse canal entre as famílias e os demais serviços, como os oferecidos pelo Cras”, explicou.

Uma dessas mães é a Adriana Romão, que fez sua adesão ainda no período de gravidez. “Eu descobri minha gravidez já no sexto mês, e foi uma vizinha aqui da rua que me falou para procurar as meninas. Logo conheci Sandra e ela que me orientou sobre o benefício da alimentação, me ajudou a conseguir uma doação de enxoval lá no Cras, e mudou a vida de Radija. Porque quando ela era mais nova tinha medo de gente, mas depois das atividades, Sandra me dizia que ela tinha que conviver com outras crianças, sair pra brincar, aí ela se desenvolveu”, compartilhou.

Radija fez três anos recentemente e a neta de Adriana, que também é acompanhada pelo serviço desde a gestação, tem dois anos de idade. As atividades desenvolvidas por meio da brincadeira, fazem parte da proposta do Programa, para ajudar na coordenação motora, comunicação e linguagem, cognição, interação e fortalecimento de laços parentais. O programa é ancorado na metodologia de Cuidados para o Desenvolvimento da Criança (CDC) e no Guia de Visita Domiciliar (GVD).

Quem pode se cadastrar no Programa Criança Feliz – Famílias com crianças de 0 até 3 anos; crianças beneficiadas do Benefício de Prestação Continuada (BPC); e gestantes e crianças afastadas do convívio familiar mediante medida protetiva. E todas precisam estar cadastradas no CadÚnico, porta de entrada para os programas sociais do Governo Federal.

A adesão pode ser realizada nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de cada região. Na sede do programa, na praça Barão do Rio Branco, nº 45, no Centro da cidade. As famílias também podem ser inseridas por meio da busca ativa dos visitadores em cada território.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *