ZERO83

Notícias da Paraíba e Nordeste, futebol ao vivo, jogos, Copa do Nordeste

Noticias

Especialista da Prefeitura de João Pessoa alerta para os riscos provocados pela fumaça neste período junino

Prevenção à Saúde

Especialista da Prefeitura de João Pessoa alerta para os riscos provocados pela fumaça neste período junino

23/06/2023 | 08:00 | 186

A temporada de festas juninas traz muita alegria, comidas típicas e tradições culinárias. Aliado a isso, vem a tradicional queima de fogueiras e fogos de artifício, produzindo muita fumaça. Por causa disso, a Prefeitura de João Pessoa faz um alerta sobre os impactos que a inalação da fumaça pode causar na saúde da população, especialmente para quem convive com doenças preexistentes, a exemplo da asma, doença pulmonar obstrutiva crônica e rinite alérgica.

De acordo com o clínico geral Felipe Montenegro, médico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), essa é a época em que todos se deparam com muita fumaça das fogueiras e fogos de artifício, sendo extremamente necessário um cuidado a mais com a saúde ocular e respiratória ao se aproximar desses atrativos juninos.

“A fumaça liberada pode causar efeitos imediatos nocivos à saúde, gerando irritação ocular, nasal e faríngea. A distância da pessoa e o tempo de inalação podem desencadear alergias, exacerbações da asma, rinite ou até um quadro de intoxicação. Pessoas com complicações respiratórias prévias devem evitar o contato com fogueiras e fogos de artifícios, além de outros tipos de fumaça. É mais seguro para essas pessoas ficar bem longe da liberação desses gases. A faixa etária de crianças e idosos merecem uma atenção especial com maior suscetibilidade a problemas respiratórios”, alertou o médico.

Ele ressalta ainda que, caso haja a contaminação por essa fumaça, os pacientes com componente respiratório ou intoxicação devem procurar imediatamente um serviço médico. A evolução do quadro pode gerar sintomas de desorientação, perda do nível de consciência e dor torácica. Caso ainda não haja atendimento médico, é importante ficar em local aberto e arejado até definição de suporte de saúde eficaz.

Onde procurar – A Rede Municipal de Saúde orienta que, em caso de contaminação por fumaça, o cidadão deve procurar imediatamente qualquer uma das quatro Unidades de Pronto Atendimento (Cruz das Armas, Oceania, Bancários e Valentina) da Capital, ou ainda os hospitais que possuem atendimento de portas abertas, como é o caso do Complexo Hospitalar de Mangabeira (CHM) e, para casos de atendimento em pediatria, o Hospital Municipal do Valentina Figueiredo.

Orientações – A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) orienta que o acendimento de fogueiras em áreas urbanas permanece proibido, seguindo Lei Estadual 11.711, de 19 de junho de 2020.

  • Texto: George Medeiros Edição: Felipe Silveira Fotografia: Divulgação/Internet

  • Secretarias

    sms

  • Tags

    fogos fogueira fumaça são joão Saude