ZERO83

Notícias da Paraíba e Nordeste, futebol ao vivo, jogos, Copa do Nordeste

Noticias

João Pessoa é apontada pelo Valor Econômico como ‘bola da vez’ no mercado imobiliário nordestino

Investimentos

João Pessoa é apontada pelo Valor Econômico como ‘bola da vez’ no mercado imobiliário nordestino

30/06/2023 | 17:00 | 195

O aquecimento do mercado imobiliário em João Pessoa ganhou destaque no renomado jornal Valor Econômico, nesta sexta-feira (30). A cidade foi referenciada como ‘bola da vez’ e apontada como um dos destinos de investimento e de moradia mais cobiçados do Nordeste, atraindo ousados projetos de luxo, sem abrir mão da sustentabilidade. O custo de vida atrativo e a qualidade da infraestrutura e de serviços ofertados, segundo a publicação, têm fortalecido o crescimento da capital paraibana.

A matéria apontou que João Pessoa ficou de fora do ‘boom’ das grandes incorporadoras que abriram capital no fim dos anos 2000, e também da rota de investimentos em que foram inseridas as cidades que sediaram a Copa do Mundo no Brasil, em 2014. Contudo, o que poderia representar um atraso, permitiu a cidade um crescimento de forma estratégica, com pouca especulação, e estoques sob controle.

Entre as vantagens que estão atraindo a atenção dos investidores para João Pessoa, o Valor Econômico citou a ótima infraestrutura de serviços, o comércio forte e as belezas naturais para o turismo.

Outros dois pontos específicos ganharam destaque: o Plano Diretor do Município, que impede a construção de espigões na orla, garantindo ventilação e vista para o mar; e a construção do Parque da Cidade – uma área verde que está sendo erguida pela Prefeitura em um terreno de 250 mil metros quadrados, antes utilizado pelo Aeroclube. No entorno da obra, já existem 19 lotes em negociação com incorporadores locais.

Atrativos empresariais – Para o diretor do Ambiente de Negócios da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho de João Pessoa (Sedest), Matheus Gomes, não é só a qualidade de vida que vem levando a cidade a se destacar. As facilidades para abertura de empresas também têm feito com que muitos empreendedores se instalem no município.

“O custo empresarial, para fazer negócios em João Pessoa, é bastante atrativo. Dentro da esfera municipal, o processo para formalização é muito moderno, célere, e com um dos custos mais baratos entre as capitais brasileiras. Agregado a isso, a cidade conta com serviços de internet muito bons, com sinal 5G disponível. Esse é um quesito de grande importância para instalação de novos negócios”, explicou.

Novos moradores – A matéria do Valor Econômico apontou que a qualidade de vida em João Pessoa tem atraído clientes de outros estados: de acordo com o Censo do IBGE de 2022, a população da capital cresceu 15,3%. Ainda segundo Matheus Gomes, a abertura de empresas acaba movimentando diretamente o mercado imobiliário, por trazer com ela novos moradores.

“Hoje, lido com diversos empreendedores de fora que, ao decidirem investir na capital paraibana, mudaram-se para cá, conquistados pela qualidade de vida, pelo baixo custo, pelo clima de cidade desenvolvida, litorânea, mas sem os transtornos dos grandes centros urbanos. Por tudo isso, acredito que a tendência é João Pessoa ser cada vez mais destaque”, acrescentou.

Economia – Para o assessor técnico da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Amadeu Fonseca, o mercado de trabalho local também deve ser levado em consideração, para entender o sucesso de João Pessoa.

Conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do primeiro trimestre de 2023, a cidade registrou a menor taxa de desocupação dos últimos cinco anos, com a marca de 9,9%. Outro dado relevante é o estoque de trabalhadores formais da capital, que registrou um crescimento de 17% no período de janeiro de 2020 a maio de 2023, passando de 154.058 para 180.305.

“Todos esses números trazem impactos positivos para o pessoense, garantindo qualidade de vida para as famílias. Com mais pessoas empregadas, observa-se um aumento no poder de compra e o fortalecimento da economia local, proporcionando estabilidade econômica para a cidade”, concluiu Amadeu Fonseca.

  • Texto: Alysson Bernardo Edição: Felipe Silveira Fotografia: Assessoria

  • Secretarias

    sedest

  • Tags

    bola da vez imobiiário mercado sedest Trabalho valor econômico