ZERO83

Notícias da Paraíba e Nordeste, futebol ao vivo, jogos, Copa do Nordeste

Sorocaba passa a contar com serviço de locação de patinetes elétricos – Agência de Notícias



29 de junho de 2024

10:53

Por: Eduardo Santinon

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Urbes – Trânsito e Transportes, iniciam a operacionalização de patinetes elétricos na cidade. São mais de 100 equipamentos que começam a ser disponibilizados a partir deste domingo (30), em uma parceria com a iniciativa privada, sem custos para o poder público. Os modelos são os mesmos que operam nas cidades de Porto Alegre (RS), Balneário Camboriú (SC), Blumenau (SC), Florianópolis (SC) e Vila Velha (ES). O aluguel tem tarifas que variam de acordo com horário e os dias da semana de utilização.

 

Os patinetes ficarão distribuídos em diferentes pontos de estacionamentos virtuais, que podem ser acompanhados via aplicativo da empresa JET, que é a responsável pela oferta do serviço em Sorocaba. No aplicativo, disponíveis para aparelhos Android e iOS, podem ser consultados os pontos de retirada e de estacionamento, que serão identificados pela letra “P”. Pela ferramenta, o usuário também pode acompanhar os limites de alcance do patinete.

 

Os equipamentos serão distribuídos da seguinte forma: Parque das Águas (15 unidades), Parque Amedeo Franciuli (15 unidades), Estação BRT Vitória Régia (15 unidades), Parque do Campolim (50 unidades), Parque do Jardim Ipiranga (15 unidades) e Parque dos Espanhóis (15 unidades).

 

Os patinetes são equipados com amortecedor, farol, lanterna traseira, seta, freio dianteiro e traseiro, com luz de freio, buzina, indicador de velocidade e de nível de bateria, suporte de celular com carregamento por indução e GPS que monitora localização do equipamento em tempo real, além de sistema antifurto.

 

Para evitar acidentes, os patinetes terão velocidade máxima permitida, controlada por sistema GPS, de acordo com a região de circulação dos veículos. Quando estiverem trafegando por ciclovias e ciclofaixas, a velocidade máxima será de 20 km/h. Em áreas de segurança, com tráfego compartilhado com pedestres, a velocidade limite será de 6 km/h.

 

Detalhe é que, nas zonas de velocidade controlada e com grande circulação de pedestres, os equipamentos vão reconhecer geograficamente as áreas de velocidade controlada e efetuam a redução de velocidade automaticamente.

 

O uso dos patinetes será permitido somente para maiores de 18 anos de idade. Duas pessoas também não poderão utilizar o mesmo equipamento, simultaneamente. O gerenciamento do sistema está a cargo da Urbes, enquanto a fiscalização cabe à Secretaria de Mobilidade (Semob), sendo que a definição de locais e quantidade de equipamentos disponibilizados são definidos pela empresa prestadora.

 

 

Tarifas e legislação

 

A locação contará com tarifas diferenciadas, de acordo com horário e dia da semana. Entre 5h e 10h, o valor da ativação será de R$ 2 e R$ 0,25 por minuto utilizado. Entre 10h e 17h, o valor da ativação será de R$ 3 e R$ 0,29 por minuto de utilização, e das 17h às 5h, com ativação de R$ 3 e R$ 0,69 por minuto.

 

Sábados e domingos o valor da ativação será de R$ 3, com o preço da minutagem de R$ 0,69, das 5h às 17h, e de R$ 0,89, entre 17h e 5h.

 

O pagamento pelo uso dos patinetes será feito de forma digital, via aplicativo e poderá ser utilizado cartão de crédito ou Pix. A empresa prestadora do serviço vai manter canais abertos de contato com os usuários do sistema, via e-mail: brsupport@jetshr.com e, ainda, telefone com WhatsApp e Telegram: +55 (13) 99137-4203.

 

A definição da empresa prestadora de serviço ocorreu por meio de credenciamento, a partir de chamamento público feito pela Urbes. A utilização e a exploração desse tipo de transporte de mobilidade urbana estão regulamentadas pelo Decreto Municipal nº 29.174/2024. Também há legislação específica do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), com base na Resolução nº 996/2023.

 

A proposta da Administração Municipal é ampliar as opções de micromobilidade na cidade, tanto para o cidadão se deslocar ao trabalho como para o lazer, e também de ampliação da utilização da malha cicloviária de Sorocaba, que está entre as maiores do Brasil.